Oscar 2020 | Como Charlize Theron se transformou para O Escândalo

Créditos da imagem: Kevin Winter/Getty Images North America/AFP

Filmes

Artigo

Oscar 2020 | Como Charlize Theron se transformou para O Escândalo

Filme tem colecionado prêmios na categoria de maquiagem

Julia Sabbaga
03.02.2020
17h14

Desde o lançamento do primeiro teaser de O Escândalo, um dos elementos que mais chamou atenção foi a mudança física de Charlize Theron para o papel. A diferença no visual da atriz era óbvia e ao mesmo tempo sutil. Ela estava diferente, mas era difícil identificar exatamente o que estava mudado. Theron chegou à um nível de semelhança com sua personagem na vida real, Megyn Kelly, que o filme já colecionou prêmios de Melhor Maquiagem em diversas premiações, e agora é favorita ao Oscar nesta categoria. 

O responsável por isso foi Kazu Hiro, maquiador que venceu o Oscar por O Destino de uma Nação, filme que transformou Gary Oldman em Winston Churchill. Mas a entrada de Hiro no projeto veio por insistência da própria Theron, que queria um visual alterado para interpretar a jornalista da Fox News, justamente por ser uma personalidade atual e conhecida mundialmente.

Para ela, a aparência fazia parte do papel e ajudaria em sua performance. À Variety, a atriz explicou que a dificuldade neste tipo de técnica é achar um meio-termo entre duas aparências, que não torne o novo visual muito perturbador: "Eu implorei para que Hiro viesse porque, em primeiro lugar, ele seria muito bom, e porque ele poderia olhar e descobrir 'como achamos o equilibrio?'". 

Kevin Winter/Getty Images North America/AFP

Em uma entrevista à IW, Hiro explicou as diferenças fundamentais entre os rostos de Theron e Kelly: "Charlize tem um rosto delicado, redondo, e Megyn tem uma feição forte, e um rosto angular. Elas tês narizes diferentes, e Megyn tem pálpebras pesadas". Então, para entender ao certo o que precisava ser mudado, Hiro criou um molde de cada um dos rostos e observou o que precisaria de próteses. Seriam muitas modificações para pouco tempo; segundo o especialista, por causa do curto tempo de filmagens, toda maquiagem tinha que ser feita em menos de duas horas diárias. 

"Charlize disse que queria uma prótese de narina, porque as narinas de Megyn Kelly são muito maiores que as de Charlize", explicou Hiro à Deadline Hollywood. Durante todo o longa, Theron está usando um alargador de narina dentro de seu nariz e ainda uma outra peça por cima, que fez seu nariz parecer mais arrebitado. "A pálpebra foi a maior prótese, porque a distância entre os cílios e as sobrancelhas de Megyn é bem maior, e sua pálpebra é mais pesada", disse ainda. Para finalizar, a atriz também tem uma modificação no maxilar e queixo, para criar uma angulação mais evidente em sua face.

Claro que grande parte da semelhança também vem da performance de Theron, que estudou todos os trejeitos e o estilo e ritmo de fala de Kelly. Mas é surpreendente saber de fato a quantidade de próteses que estão em seu rosto para o papel. Depois de explicar todo o processo de transformação, Hiro elogiou o profissionalismo da intérprete: "A maioria das atrizes não gosta de ter peças coladas para se tornar outras pessoas".  

Todo o trabalho certamente rendeu, já que O Escândalo já recebeu prêmios de Melhor Maquiagem no BAFTA e no Critics' Choice e levou três estatuetas no Make-Up Artists and Hair Stylists Guild, premiação do Sindicato dos Roteiristas. 

A 92ª cerimônia do Oscar acontecerá em 9 de fevereiro e, novamente, não terá um apresentador principal. Confira a cobertura completa do Omelete no site e as redes sociais.