Oscar 2019 | Teorias sugerem que Whoopi Goldberg apresentará a cerimônia

Créditos da imagem: The Late Show with Stephen Colbert/CBS/Reprodução

Filmes

Notícia

Oscar 2019 | Teorias sugerem que Whoopi Goldberg apresentará a cerimônia

Ausência da atriz no programa The View motivaram os rumores

Mariana Canhisares
20.02.2019
11h13

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas já confirmou que a cerimônia do Oscar 2019 não terá um apresentador principal (saiba mais). No entanto, nas redes sociais, muitas pessoas têm questionado a veracidade dessa afirmação (via The Guardian).

Teorias sugerem que, na realidade, Whoopi Goldberg será é a apresentadora secreta. O motivo para a circulação desse rumor é a ausência dela no programa The View, exibido pela mesma emissora que transmite o Oscar, e seu histórico no evento.

"A ausência de Whoopi Goldberg no The View (ela está doente, eles dizem) desde o dia que a anunciaram como uma das apresentadores + o fato de ela ser a única apresentadora principal listada como apresentadora + a declaração dela no The View, em janeiro, que ela toparia apresentar =??", escreveu um internauta.

Como mencionou o usuário do Twitter, Goldberg afirmou em dezembro no The View que considerava "uma ideia idiota" fazer uma cerimônia sem apresentador principal. "As pessoas precisam que alguém as conduza pelas coisas. Acho que precisa ser alguém que ame filmes", disse, na ocasião. Ela de fato já apresentou a cerimônia quatro vezes, marcando a história da premiação como a primeira mulher a comandá-la sozinha, em 1994.

Porém, não há indícios significativos de que ela vá comandar a premiação no próximo domingo (24). Por isso, trate a teoria acima como rumor.

Kevin Hart foi anunciado como apresentador em dezembro, mas antigos tweets com conteúdos homofóbicos surgiram e a Academia pediu que ele se desculpasse. Na época, ele disse que já tinha feito isso antes e recusou o convite. Na entrevista com Ellen DeGeneres, o ator chegou a se desculpar novamente, mas reforçou que preferia recusar para que essa controvérsia não chamasse mais atenção que os vencedores da noite.

Assim, a 91ª edição do Oscar, que acontece no próximo domingo (24), é a segunda vez da história que a cerimônia não terá um único apresentador. A primeira foi em 1989.