Filmes

Artigo

Oscar 2018 | Conheça os indicados nas categorias de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante

Grande festa do cinema acontece no próximo dia 4

Camila Sousa
20.02.2018
16h53
Atualizada em
29.06.2018
02h43
Atualizada em 29.06.2018 às 02h43

A edição 2018 do Oscar está chegando e preparamos um especial explicando as categorias do prêmio. Abaixo falamos sobre os prêmios de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante.

Divulgação

MELHOR ATOR

O prêmio de Melhor Ator é entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas desde 1929, quando a primeira edição foi realizada. Naquele ano, Emil Jannings recebeu a estatueta por suas atuações em The Last Command e The Way of All Flesh. A premiação por dois filmes seguiu uma regra que durou pelos três primeiros anos do Oscar: os atores eram indicados por todas as suas performances no período elegível. Por isso, era comum um artista ser reconhecido por mais de um filme. Esse sistema foi substituído posteriormente pelo que conhecemos hoje: o ator é indicado por uma atuação específica em uma produção. Daniel Day Lewis, também indicado em 2018, é o recordista da categoria com três prêmios.


Daniel Day LewisTrama Fantasma

Como já citado acima, Daniel Day Lewis é um veterano do prêmio de Melhor Ator, tendo vencido a categoria em 1989, por Meu Pé Esquerdo; em 2007, por Sangue Negro e em 2012 por Lincoln. O ator anunciou sua aposentadoria durante a produção de Trama Fantasma, o que aumenta suas chances de ser consagrado por sua despedida. A vitoriosa carreira de Day Lewis como ator começou em 1971 e, além das produções já citadas, o astro também esteve nos filmes A Insustentável Leveza do Ser (1988), O Último dos Moicanos (1992), Gangues de Nova York (2002), entre vários outros. Em Trama Fantasma ele interpreta Reynolds Woodcock, estilista de sucesso dos anos 50 que muda de vida ao conhecer a jovem Alma.

Daniel KaluuyaCorra!

Kaluuya se tornou mais conhecido por Corra!, mas sua carreira começou bem antes disso. Ele fez sua primeira participação como ator em 2006, no filme Shoot the Messenger. Também passou pela TV em séries como Babylon (2014), The Fades (2011) e Skins (2007-2009), sendo que na última participou também como roteirista de dois episódios. Vale citar ainda sua atuação em Black Mirror em 2011, no episódio “Fifteen Million Merits”. Em Corra!, Kaluuya foi indicado pelo papel de Chris, um jovem negro que vai visitar a família de sua namorada branca, Rose, e precisa enfrentar uma série de eventos estranhos. Ele também está no elenco de Pantera Negra, no papel de W’Kabi.

Denzel WashingtonRoman J. Israel, Esq.

Vencedor de dois Oscars (Ator Coadjuvante em 1990 por Tempo de Glória e Ator em 2002 por Dia de Treinamento), Denzel Washington concorre pelo papel de protagonista em um filme com pouca repercussão no Brasil. Roman J. Israel, Esq. mostra a vida de Roman Israel, um advogado idealista que luta por justiça no sistema penal americano, mas precisa tomar decisões difíceis no meio de uma grande crise. Veterano do cinema, Washington começou a carreira de ator em 1977. Como diretor, fez Voltando a Viver (2002), O Grande Debate (2007) e Um Limite Entre Nós (2016), além do episódio “The Sound of Silence”, na temporada de 2016 de Grey’s Anatomy.

Gary OldmanO Destino de Uma Nação

Entre novos talentos e veteranos, quem se destaca na disputa em 2018 é Gary Oldman pelo papel de Winston Churchill em O Destino de Uma Nação. Apesar de uma carreira extensa, iniciada em 1982 com Remembrance, essa é apenas a segunda indicação do ator ao Oscar: ele concorreu em 2012 por O Espião Que Sabia Demais, mas perdeu para para Jean Dujardin (O Artista). Em O Destino de Uma Nação, Oldman interpreta Churchill em um momento crucial da Segunda Guerra: ele precisa decidir se vai negociar com Adolf Hitler, ou lutar, mesmo com poucas chances de sucesso. Além da grande mudança na aparência física com a maquiagem (também indicada ao Oscar), o ator está irreconhecível pela fala e os trejeitos semelhantes aos do Primeiro Ministro Britânico.

Timothée ChalametMe Chame Pelo Seu Nome

Aos 22 anos, Timothée Chalamet é um dos mais jovens atores indicados ao Oscar, ao lado de Jackie Cooper (indicado aos 9 anos) e Mickey Rooney (indicado aos 19). Chalamet começou sua carreira em 2008, no curta Sweet Tooth. Desde então atuou também na TV em Royal Pains e como Finn Walden em Homeland. Em Me Chame Pelo Seu Nome, o ator faz o papel de Elio, um jovem que está descobrindo sua sexualidade e conhece Oliver (Armie Hammer), um encantador amigo de sua família, por quem se apaixona. Vale citar que Timothée Chalamet também está no elenco de Lady Bird - A Hora de Voar, outro destaque do Oscar 2018.


MELHOR ATOR COADJUVANTE

Diferente de outros prêmios, o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante surgiu apenas em 1937, na nona cerimônia do evento. Quem ganhou na ocasião foi Walter Brennan, que até hoje é o recordista da categoria com três vitórias. Na parte de indicações, nomes como Jeff Bridges, Jack Nicholson e Robert Duvall são recordistas com quatro indicações cada. No começo, os vencedores do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante recebiam uma placa ao invés da famosa estatueta. O prêmio só foi padronizado em 1944, na 16ª cerimônia do evento.

 

Christopher PlummerTodo o Dinheiro do Mundo

A primeira indicação de 2018 já é uma polêmica: Christopher Plummer substituiu Kevin Spacey no longa de Ridley Scott, após uma série de acusações de assédio. Spacey era cotado para a vaga no papel de J. Paul Getty e muitos questionaram se as cenas de Plummer, regravadas em cima da hora para o lançamento, são boas o suficiente para a indicação ao Oscar. De qualquer forma, o ator é um veterano que concorre pela terceira vez ao prêmio da Academia. Ele venceu a categoria em 2012, por Toda a Forma de Amor, tornando-se o astro mais velho a vencer o prêmio, com 82 anos de idade. Em Todo o Dinheiro do Mundo, o jovem John Paul Getty III é sequestrado e sua mãe precisa convencer o magnata J. Paul Getty, avô do garoto, a pagar o resgate.

Richard JenkinsA Forma da Água

Outra indicação pouco cotada foi a de Richard Jenkins, pelo papel de Giles, amigo da protagonista Elisa, em A Forma da Água. O ator começou sua carreira em 1974, na série de TV Great Performances. Em 2009 foi indicado ao Oscar de Melhor Ator por O Visitante e venceu o Emmy Awards em 2015 pela minissérie Olive Kitteridge, em que contracenou com a também indicada de 2018, Frances McDormand. Em A Forma da Água, a jovem muda Elisa se apaixona por uma criatura anfíbia, que tem sua existência mantida em segredo pelo governo em 1960.

Sam RockwellTrês Anúncios Para um Crime

Apesar da polêmica sobre racismo em torno de seu papel, Sam Rockwell é o favorito para ganhar a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante em 2018. Com 49 anos, ele fez sua primeira participação como ator na minissérie Joan Crawford’s Children. Rockwell também já produziu seis projetos, sendo o mais recente 1 Mile to You, de 2017. Em Três Anúncios Para um Crime ele interpreta Dixon, um policial que fica incomodado quando Mildred (Frances McDormand) faz três outdoors cobrando ações da polícia para encontrar o assassino da filha. Essa é a primeira indicação de Rockwell ao Oscar e ele já venceu o BAFTA e o Globo de Ouro pelo papel.

Willem DafoeProjeto Flórida

O eterno Duende Verde está em sua terceira indicação pelo papel de Bobby, um homem simples que gerencia um hotel na Flórida e lida com moradores problemáticos e um grupo de crianças, liderado por Moonee (Brooklynn Prince). Além de seus papéis em filmes de super-heróis (ele será o Vulko em Aquaman), o ator de 62 anos já atuou em longas como A Última Tentação de Cristo (1988), Nascido em 4 de Julho (1989), O Paciente Inglês (1996), Anticristo (2009) e Ninfomaníaca: Volume 2 (2013). Dafoe também foi homenageado este ano no Festival de Berlim, com o Urso de Ouro honorário.

Woody HarrelsonTrês Anúncios Para um Crime

Fazendo a dobradinha de Três Anúncios Para um Crime na categoria, Woody Harrelson concorre pelo papel do xerife Willoughby, o principal acusado de negligência pelos outdoors colocados na rua por Mildred, que cobra ações pela morte da filha. Harrelson atua no cinema e na TV desde a década de 80, em produções como O Povo Contra Larry Flint (1996), pelo qual levou sua primeira indicação ao Oscar; O Mensageiro (2009), sua segunda indicação; True Detective (2014); LBJ (2016), em que se transformou para o papel de Lyndon Johnson; Planeta dos Macacos: a Guerra e a franquia Jogos Vorazes. Seu próximo papel nos cinemas é de Tobias Beckett em Han Solo: Uma História Star Wars.

Oscar 2018 será apresentado novamente por Jimmy Kimmel, com cobertura completa do Omelete no site e nas redes sociais.