Leonardo DiCaprio e Brad Pitt em Era Uma Vez... em Hollywood

Créditos da imagem: Era Uma Vez... em Hollywood/Divulgação

Filmes

Notícia

Trama de Era Uma Vez... em Hollywood começa no fim de semana do Oscar 2020

Será que, 51 anos depois, Rick Dalton e Cliff Booth serão reconhecidos pela Academia?

Arthur Eloi
08.02.2020
15h58
Atualizada em
09.02.2020
15h12
Atualizada em 09.02.2020 às 15h12

Era Uma Vez… em Hollywood tem tudo para se consagrar no Oscar 2020. O longa de Quentin Tarantino disputa em 10 categorias, incluindo Melhor Filme - prêmio que nenhuma obra do diretor levou até agora. O filme tem tudo para agradar a Academia por discutir a era de ouro de Hollywood. Curiosamente até a trama é ambientada no exato fim de semana da entrega da estatuetas, só que 51 anos no passado.

No Twitter, o Complex “celebrou” a data com uma das cenas de abertura do filme, em que Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê Cliff Booth (Brad Pitt) aguardam a chegada de Marvin Schwarz (Al Pacino) em um bar. A data que aparece na tela é justamente o pré-Oscar, 8 de fevereiro - que ironicamente também caiu em um sábado em 1969. Veja abaixo:

Enquanto Tarantino é conhecido por ser detalhista em suas obras, o caso não deve ser mais do que um coincidência - que, por sua vez, só ficará ainda mais curiosa caso Era Uma Vez… em Hollywood vença na noite do Oscar.

Com Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie no elenco principal, Era Uma Vez Em... Hollywood acompanha Rick Dalton, ex-astro de uma série de TV, e seu dublê de longa data, Cliff Booth, durante o ano de 1969. O filme fez US$366 milhões na bilheteria mundial, se tornando a segunda maior arrecadação da carreira de Tarantino - veja o ranking.