Dominic Monaghan e Billy Boyd em O Senhor dos Anéis

Créditos da imagem: New Line Cinema/Divulgação

Filmes

Notícia

O Senhor dos Anéis | Peter Jackson foi pressionado para matar um dos hobbits

Recusa do diretor garantiu que Frodo, Sam, Merry e Pippin terminassem a trilogia vivos

Mariana Canhisares
29.07.2021
12h01

Um dos adorados hobbits de O Senhor dos Anéis quase não terminou a trilogia vivo, de acordo com os atores Dominic Monaghan e Billy Boyd. Em entrevista ao IGN, a dupla contou que, nos bastidores, o diretor Peter Jackson sofria pressões do estúdio para matar um membro do adorado quarteto, isto é, Frodo, Sam, Merry ou Pippin, mesmo que isso não estivesse nos livros. O cineasta, porém, se recusou.

"Ainda bem que isso não aconteceu, porque teria sido eu", riu Monaghan, o intérprete de Merry. "Não tinha como eles matarem Frodo ou Sam. E eles não matariam Pippin por causa da sua história com Gandalf. Então definitivamente teria sido eu".

O argumento do diretor para convencê-los a manter todos vivos foi a genialidade do texto original e, portanto, a importância de se manter fiel a ele.

2021 marca 20 anos do lançamento do primeiro filme da trilogia, A Sociedade do Anel. Ao todo, a saga arrecadou quase US$ 3 bilhões e venceu 17 Oscars ao longo dos três filmes.

A franquia ganhará agora uma série de TV produzida pela Amazon. A produção já teve seu elenco revelado e será situada na Segunda Era da Terra Média, antes dos eventos de O Senhor dos Anéis e O Hobbit.  Ainda não há previsão de lançamento para a série de O Senhor dos Anéis. 

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.