Plácido Domingo é acusado de assédio por nove mulheres

Créditos da imagem: Angela Weiss / AFP

Música

Notícia

Plácido Domingo é acusado de assédio por nove mulheres

Supostas vítimas trabalharam com o tenor

Julia Sabbaga
13.08.2019
10h15

O tenor e maestro Plácido Domingo foi acusado de assédio sexual por nove mulheres, oito cantoras e uma dançarina, de acordo com relatos publicados pela Associated Press [via Variety]. As declarações descrevem que o cantor pressionou as mulheres por favores sexuais em troca de trabalhos, por vezes punindo profissionalmente as mulheres que rejeitavam os avanços.

As acusações são ainda apoiadas por diversos relatos de outros profissionais, que dizem ter testemunhado o comportamento impróprio de Domingo, incluindo cantores, dançarinos, músicos de orquestra, administradores de teatro e membros de equipes técnicas. 

Os supostos incidentes teriam acontecido nos anos 80 e apenas uma mulher deixou seu nome ser citado, Patricia Wulf, que trabalhou com Placido na orquestra de Washington. Uma acusadora alega que Domingo colocou a mão por baixo de sua saia, e três outras disseram que foram beijadas a força. 

O tenor divulgou a seguinte declaração em resposta aos relatos: "As alegações destes indivíduos anônimos de mais de 30 anos atrás são profundamente problemáticas e, do jeito que estão apresentadas, incorretas. Ainda, é doloroso ouvir que eu possa ter chateado alguém ou ter feito alguém se sentir desconfortável, não importa há quanto tempo, e apesar de minhas melhores intenções. Eu acreditei que minhas interações e relacionamentos sempre foram bem-vindos e consensuais. Pessoas que me conhecem ou que trabalharam comigo sabem que eu não sou alguém que intencionalmente machucaria, ofenderia ou envergonharia alguém.

No entanto, reconheço que as regras e padrões com os quais lidamos hoje são muito diferentes dos do passado. Eu sou privilegiado em ter tido uma carreira de mais de 50 anos na ópera e vou sempre aspirar aos padrões mais altos".