Música

Artigo

DVD box: The Beatles Anthology

DVD box: The Beatles Anthology

Alexandre Nagado
17.04.2003
00h00
Atualizada em
05.11.2016
11h01
Atualizada em 05.11.2016 às 11h01

O box fechado
The Beatles Anthology
Coleção de DVDs
5 ovos!
nota máxima

Todos os componentes do Box set

Ringo Starr, Paul McCartney, George Harrison & George Martin, 1995
Paul McCartney, George Harrison, John Lennon & Ringo Starr, 1962
Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr tocando, junho de 1994

Coleção de 5 DVDs conta a história definitiva dos Fab Four

O projeto The Beatles Anthology, lançado oficialmente em 1994, consistia em 3 álbuns duplos em CD, um grande livro e um documentário em oito partes para a TV. O resultado foi uma panorâmica da história da maior banda de rock de todos os tempos sob o ponto de vista de seus integrantes.

A coleção em áudio, que tornou oficiais diversas faixas que já circulavam em gravações piratas, resgatava trechos de shows, gravações rejeitadas, ensaios, depoimentos, mixagens diferentes de canções clássicas e duas faixas inéditas com a participação póstuma de John Lennon. A "mágica" foi feita quando fitas caseiras gravadas por John foram dadas por Yoko Ono a Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison, os três Beatles sobreviventes à época (George faleceria em 2001).

"Free as a bird" foi a primeira canção inédita dos Beatles desde o final dos anos 60, tendo recebido restauração digital dos sons da voz e piano de John e acréscimo de novos trechos de letra e de contribuições instrumentais e vocais dos outros. O resultado, belíssimo, gerou ainda um videoclipe inovador que venceu um Grammy. No ano seguinte, veio "Real love", uma música completa de Lennon que não teve acréscimos em sua letra ou melodia, como havia acontecido com a anterior, mas ganhou elaborado arranjo com as vozes e instrumentos de todos os outros Beatles. Mais simples que seu antecessor, o vídeo de Real love emociona ao colar imagens de arquivo com cenas da época da gravação, com Paul, George e Ringo envelhecidos e com ar saudosista, tocando e cantando como acompanhamento para a gravação de John.

A versão para TV do projeto Anthology já foi exibida no Brasil, na TV Globo. Foram oito programas de 70 a 80 minutos cada, lançados posteriormente em VHS. Agora, a coleção ganha roupagem definitiva, com os episódios agrupados em quatro DVDs, mais um disco inédito. Em cada um deles, momentos marcantes da carreira do grupo são apresentados ao lado de canções e depoimentos colhidos em diversas épocas, incluindo algumas imagens de arquivo de John. Quando não havia imagens disponíveis, pois várias entrevistas foram feitas em fita cassete, recorreu-se ao uso de fotos e gravações de arquivo para ilustrar as passagens. George Martin, o produtor e arranjador apontado por muitos como o "quinto Beatle" e o administrador de turnê, Neil Aspinall, dão suas interpretações e relatos sobre momentos importantes da carreira do conjunto. Tudo muito nostálgico e respeitoso. Como deve ser.

O desenvolvimento criativo, os primeiros shows, a loucura dos fãs, as rixas internas, o contato com as drogas e o processo de decomposição da banda são apresentados do ponto de vista de quem viveu a época. Mesmo sem grandes revelações, a narrativa é envolvente, bem como a forma como os relatos são feitos e apresentados. George tem uma visão bem objetiva e crítica dos fatos. Paul é normalmente cuidadoso ao falar, às vezes com o olhar distante e pensativo. E Ringo se mostra o mais emocionado e nostálgico ao falar dos velhos tempos. Quando os três aparecem juntos, não dá pra não sentir a falta de John e imaginar como (ou se) ele estaria curtindo a reunião com os antigos camaradas.

O quinto volume é inédito e apresenta extras de encher os olhos. Os três aparecem conversando e tocando juntos de maneira bem descontraída, num clima de reencontro de velhos amigos que aprenderam a passar por cima de velhos ressentimentos. Na verdade, ressentimentos entre Paul e George, já que Ringo continuara amigo de todos após o fim da banda. O vídeo ainda tem comentários dos três e do produtor Jeff Lynne sobre as complicadas gravações das últimas canções oficiais dos Beatles. Joe Pytka, diretor do clipe "Free as a bird", fala sobre as técnicas usadas no vídeo, as idéias e conceitos envolvidos, e faz um desabafo sobre sua tristeza por ter proibido George de aparecer numa cena no final do clip, pois ele não queria que nenhum dos Beatles aparecesse com imagens contemporâneas. O documentário se encerra de maneira emocionante com o clip de Real love, com cenas adicionais que não foram vistas originalmente na TV.

A tradução tem seus deslizes e a qualidade das legendas é irregular, mas isso não atrapalha muito, no fim das contas. O preço é salgado, mas o lançamento é item obrigatório para colecionadores. Só pelas canções completas, que aparecem aos montes, já vale a presença na estante da sala.