Música

Notícia

Twitter remove vídeo de Donald Trump que tinha música do Linkin Park

Banda se manifestou nas redes sociais afirmando que não apoia o político

Camila Sousa
19.07.2020
14h42

O Twitter removeu um vídeo divulgado por Donald Trump que utilizava a música "In The End", do Linkin Park. Segundo o Consequence of Sound, o material era um vídeo de campanha feito por um fã. Em suas redes sociais, a banda afirmou que não apoiou ou apoia Trump, não autoriza o uso de suas músicas e solicitou a remoção da rede social:

Nas redes sociais, fãs lembraram que Chester Bennington, vocalista da banda que morreu em 2017, chegou a dizer que Trump era uma ameaça aos EUA maior do que o terrorismo:

Essa não é a primeira polêmica envolvendo o presidente americano e o uso de músicas em campanha. Recentemente os Rolling Stones ameaçaram processar o presidente americano pelos mesmos motivos. Segundo o site, Trump tem uma licença que dá acesso a mais de 15 milhões de materiais musicais do repertório da BMI, a não ser que alguma banda afirme que não autoriza o uso para campanhas políticas, exatamente o que aconteceu com os Stones, que enviaram uma notificação.

Em junho deste ano, o Linkin Park revelou que ainda tem uma canção inédita com os vocais de Bennington, que deveria ter integrado o disco One More Light, lançado em 2017.