Música

Notícia

Michael Jackson | Advogado nega que Sony tenha admitido vocal falso

Declaração oficial da gravadora diz que dia no tribunal não tratou do assunto

Julia Sabbaga
24.08.2018
17h03

Em declaração à Billboard, um advogado da Sony Music contestou as notícias publicadas hoje que a gravadora havia admitido que vocais de três músicas do álbum póstumo de Michael Jackson, Michael, sejam falsas (leia mais).

Sony Music Entertainment/Divulgação

Os relatórios que informaram sobre a confissão da gravadora se basearam no Twitter A Truth Untold, que acompanha o caso de fraude. Segundo as informações, no último dia 21, a Sony confessou que as músicas não são cantadas pelo Michael Jackson e sim por um imitador. 

Agora, o advogado Zia Modabber, da firma que representa a Sony no tribunal, publicou uma declaração sobre as notícias: "Ninguém concedeu que Michael Jackson não cantou nestas músicas. A audiência na terça-feira foi sobre se a Primeira Emenda protege a Sony Music e suas propriadades, e não houve um julgamento sobre as vozes que cantam nas gravações". 

O caso foi iniciado pela fã Vera Serova, que alegou que as faixas "Breaking News", "Keep Your Head Up" e "Monster", não trazem o vocal real de Michael Jackson. Em 2014, Serova deu entrada em uma ação legal contra o responsável pela gravação, Eddie Cascio, e sua gravadora, Angelikson Productions LLC, acusando-os de gravar músicas falsas e vendê-las através da Sony Music Entertainment. James Porte, um dos compositores das faixas, também é citado no processo.