Filmes

Notícia

Viúva Negra | Scarlett Johansson lembra que quase perdeu o papel

Inicialmente, heroína seria vivida por Emily Blunt

Nicolaos Garófalo
02.12.2019
20h27

Membro importante do MCU desde 2010 e prestes a estrelar o primeiro filme solo da Viúva Negra, Scarlett Johansson contou à Vanity Fair como, por muito pouco, não ficou de fora de Homem de Ferro 2. De acordo com a atriz, ela queria trabalhar no Marvel Studios desde que assistiu o primeiro filme da produtora, Homem de Ferro, lançado em 2008.

Eu simplesmente amei. Nunca tinha visto nada igual”, afirmou Johansson. “Não que eu fosse particularmente uma fã de super-heróis ou coisa do gênero, mas me pareceu tão inovador”. Eventualmente, a atriz conseguiu uma reunião com o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige, e Jon Favreau, diretor dos dois primeiros filmes do Homem de Ferro, para falar sobre o papel de Natasha Romanoff.

O papel, inicialmente, não foi para Johansson. Na época, o estúdio escolheu Emily Blunt, recém-saída de filmes como O Diabo Veste Prada e A Jovem Rainha Vitória. “Eu lembro de receber a ligação e foi tão desapontador”, afirmou Johansson, que teria uma segunda chance quando Blunt, por conta de obrigações contratuais com a Fox, precisou deixar o filme da Marvel para se dedicar às filmagens de As Viagens de Gulliver.

Eu não guardo rancor, fiquei superanimada. Quando encontrei com Jon, fizemos piada por ele não ter me escalado, mas eu estava animada”.

Sobre seu destino em Vingadores: Ultimato, Johansson soube diretamente de Kevin Feige. “Ele me ligou, como era normal, para discutir o roteiro [de Guerra Infinita] e o que ia acontecer. Mas acho que foi mais para me contar [sobre a morte de Natasha]” lembra. “Fiquei surpresa e ao mesmo tempo não fiquei. Todos sabíamos que haveriam grandes perdas”.

A atriz ainda comentou sobre a produção do filme solo de sua personagem, que abrirá a Fase 4 da Marvel nos cinemas. “Eu sentia que a não ser que fizéssemos algo profundo, não haveria razão para fazê-lo”, afirmou, dizendo que não pretendia filmar nem uma história de origem, nem um filme de espionagem.

“[Viúva Negra] fala sobre vários temas difíceis. Lida com muito trauma e dor. Espero que esse filme empodere as pessoas, porque vejo a Natasha como uma pessoa empoderadora e inspiradora de várias maneiras” disse Johansson, alegando que o filme trata ainda de decepções, insegurança e dúvidas de maneiras profundas.

O filme solo da Viúva Negra será lançado em 1º de maio de 2020. A direção é de Cate Shortland e inclui Rachel Weisz (A Favorita)Florence Pugh (Midsommar), O. T. Fagbenle (Handmaid's Tale) e David Harbour (Stranger Things) no elenco.