Capitão América em Vingadores: Ultimato

Créditos da imagem: Marvel Studios/Reprodução

Filmes

Lista

Vingadores: Ultimato | As principais referências aos filmes do MCU

Cuidado com os spoilers!

Mariana Canhisares
03.05.2019
19h42

Como o capítulo final da Saga do Infinito, não é de se estranhar que Vingadores: Ultimato esteja repleto de referências e acenos à história do universo compartilhado da Marvel. Porém, diferentemente do que era esperado, a viagem no tempo não é a única responsável por esse ar nostálgico da produção. Falas, personagens e pequenos momentos dão conta de lembrar os espectadores da evolução dos seus heróis preferidos e do próprio investimento emocional que fizeram ao longo de anos.

Listamos abaixo algumas das principais referências que Ultimato faz aos filmes anteriores do MCU. Confira:

Homem de Ferro (2008)

Como o herói que deu o pontapé ao MCU, era de se esperar que Tony Stark tivesse momentos emblemáticos em Ultimato. O primeiro filme do "gênio, bilionário, playboy, filantropo" é referenciado sobretudo no seu adeus.

No golpe final contra Thanos, já com as Joias do Infinito em punho, Stark repete a frase que encerra o longa de 2008: “eu sou o Homem de Ferro”. Aqui, porém, o tom não é de revelação, nem está envolto no egocentrismo bastante característico do personagem. Neste momento, ele tem a completa compreensão do que significa ser um herói e se dispõe a se sacrificar para salvar o mundo - mais uma vez.

No seu funeral, há outros acenos para o longa. Na homenagem dos Vingadores, o presente que Pepper Potts deu para o herói, o primeiro reator arc dele com a frase “prova de que Tony Stark tem coração”, é colocado no lago dentro de uma coroa de flores. Há ainda a conversa entre Happy Hogan e a filha do milionário, Morgan Stark, em que a pequena manifesta seu desejo de comer hambúrgueres. O amigo da família então lembra que o próprio Tony tinha gosto por esses lanches, fazendo menção à vontade do herói de comê-los depois da resolução do seu sequestro.

Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

A história de origem que transformou Steve Rogers no Capitão América também é celebrada neste filme, basta observar a cena final. Com os braços ao redor de Peggy Carter, o amor da sua vida, Steve finalmente tem a dança que sempre desejou com a agente. Vale lembrar que a frustração de não ter tido a oportunidade de viver esse romance o assombrou durante anos, mas a viagem no tempo em Ultimato dá a oportunidade perfeita para que ele finalmente tenha uma vida - entenda em detalhes.

A amizade do herói com Bucky Barnes também tem a sua menção. Pouco antes de voltar para o passado para devolver as Joias do Infinito e impedir a criação de mais linhas temporais, a dupla repete um diálogo do primeiro filme, mas com papéis invertidos. Ou seja, aqui é o Capitão quem diz não faça nada idiota até eu voltar. Bucky, então, responde você está levando toda a idiotice com você.

Os Vingadores (2012)

Na viagem no tempo em busca das Joias do Infinito, Tony Stark, Steve Rogers, Bruce Banner e Scott Lang revisitam o momento da Batalha de Nova York, o primeiro grande embate da história dos Vingadores no MCU. A chegada deles neste momento relembra a icônica cena que mostra a formação dos heróis em meio à guerra.

Na execução do plano, já na antiga Torre Stark, Tony revê o momento em que ele e os heróis derrotaram Loki. Na cena, mostrada de um outro ângulo, o Deus da Trapaça dizaceito aquele drink agora, derrotado.

O filme também é referenciado quando o Gavião Arqueiro e a Viúva Negra estão no espaço, se dirigindo a Vormir, no momento em que Clint diz que essa experiência não parece nada com Budapeste. O ocorrido na capital da Hungria nunca chegou a ser mostrado nos filmes, mas a primeira menção a este emblemático encontro entre os personagens foi feito em Os Vingadores. Sabe-se apenas que Barton salvou Natasha e que, por isso, ela se sente em dívida com ele.

Homem de Ferro 3 (2013)

Embora não seja um filme muito querido por muitos fãs, Homem de Ferro 3 também ganhou um aceno em Vingadores: Ultimato. Na cena do funeral de Tony Stark, um misterioso garoto aparece em meio aos vários núcleos de heróis. Ele é ninguém menos que Harley Keener, o menino de 10 anos que ajudou o herói e, em troca, recebeu vários apetrechos tecnológicos no final do filme.

Thor: O Mundo Sombrio (2013)

Na missão para recuperar as Joias do Infinito no passado, Thor e Rocket visitam os eventos de Thor: O Mundo Sombrio para, assim, tirar o Éter da antiga namorada do herói, Jane Foster. Não apenas Ultimato traz a participação da atriz Natalie Portman (a atriz gravou apenas diálogos em áudio e os irmãos Russo usaram cenas cortadas de O Mundo Sombrio), como ainda promove o reencontro do Deus do Trovão com sua mãe, Frigga, justamente momentos antes da morte dela. Com Thor bastante emotivo depois de perder tudo, a cena é bem emocionante.

Vale notar ainda as menções aos Elfos Negros, a exemplo da cômica apresentação do Thor aos Vingadores na preparação para a viagem no tempo.

Para os diretores Anthony Russo e Joe Russo, Capitão América: O Soldado Invernal era um dos filmes importantes de se rever antes do último lançamento do Marvel Studios. De fato, há algumas referências a esta produção, sendo a mais notável a reprise da cena do Capitão América no elevador. Se no filme de 2014 o herói saiu na mão com os membros da Hidra, em Ultimato Steve Rogers foi mais malandro: enganou os agentes saudando-os com um hail Hidra.

Há de se destacar também o retorno de Robert Redford como Alexander Pierce, quem o herói também descobre ser também um membro da Hidra em O Soldado Invernal. Por fim, vale notar que Howard Stark menciona Arnim Zola no seu encontro com Tony, em 1970. Interpretado por Toby Jones, o vilão aparece no segundo filme solo do Steve Rogers como uma inteligência artificial que quase mata o protagonista e Natasha Romanoff.

Guardiões da Galáxia (2014)

A cena de abertura de Guardiões da Galáxia também é revisitada por Nebulosa e Máquina de Combate, mas agora sob uma nova perspectiva. Em 2014 a chegada de Peter Quill a Morag ao som de “Come and Get Your Love” parecia descolada, mas agora, com os heróis observando-o de fora, o Senhor das Estrelas realmente parece um idiota - e, convenhamos, não exatamente um bom cantor.

Vingadores: Era de Ultron (2015)

Talvez este seja o filme mais referenciado em Ultimato. O primeiro indício da sua relevância está na discussão entre Tony Stark e Steve Rogers logo no começo da trama.

No segundo Vingadores, a intenção do Homem de Ferro era proteger o mundo com uma espécie de armadura e, por isso, ele criou Ultron. O plano não deu certo, como bem sabemos, mas a preocupação dele se manteve. Ao que tudo indica, o Capitão se opôs a esta ideia e Tony encontrou nesse momento em Ultimato a oportunidade para jogar na cara dele a escolha que fez.

As visões de alguns Vingadores sob o efeito do poder da Feiticeira Escarlate também ressoam no capítulo final da Saga do Infinito. Stark, por exemplo, viu os heróis mortos, o que se tornou verdade com o estalar de dedos do Thanos. Thor descobriu a existência das Joias do Infinito, cujo poder é a chance da salvação deles. O Capitão, por sua vez, sonhou que estava cumprindo sua promessa com Peggy Carter e levando-a para dançar.

É neste filme também que conhecemos a família de Clint Barton, presente na abertura de Ultimato. Para o Gavião Arqueiro, eles são o que há de mais importante no mundo e, por isso, quando não pode protegê-los de Thanos, ele perde seu rumo. Mais tarde, ele ainda se dispõe a se sacrificar para garantir o bem-estar da esposa e dos filhos.

Por fim, dois dos momentos mais emocionantes de Ultimato também tiveram indícios deixados em Era de Ultron. O primeiro deles é o Capitão América segurando o Mjönir. No filme de 2015, todos os Vingadores tentaram erguer a arma de Thor, sem sucesso. Porém, quem chegou mais perto foi Steve Rogers, para o pavor do Deus do Trovão. Já a tão aguardada frase “Avengers Assemble” (“Avante, Vingadores”, em português), finalmente dita por Rogers em 2019, teve uma prévia dada ao final de Era de Ultron. Quando o Capitão e a Viúva Negra começam a treinar novos heróis, como Falcão e Feiticeira Escarlate, ouve-se apenas metade do lema.

Doutor Estranho (2016)

Stephen Strange aparece pouco em Ultimato, mas sua história de origem não fica de fora durante a viagem ao passado dos Vingadores. Com a missão de recuperar a Joia do Tempo em 2012, o Hulk vai ao Sanctum Sanctorum e se depara com a Anciã, novamente interpretada por Tilda Swinton. A personagem repete com Bruce o que fez no primeiro encontro com Strange, isto é, empurra sua alma para fora do corpo - o que também pode parecer um aceno a E se fosse verdade…, se você é fã de comédias românticas.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017)

O emocionante reencontro entre Tony Stark e Peter Parker é uma referência a Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Se no filme de 2017, o milionário estranhou o menino querendo abraçá-lo, em Ultimato é ele quem toma a atitude, tamanho o seu sentimento de culpa em relação à morte do menino em Guerra Infinita.

Há também um aceno divertido ao filme durante a batalha final contra Thanos. Quando tem a Manopla do Infinito em mãos, Peter aciona o modo Morte Súbita do seu uniforme. A opção o assustou no seu filme solo, quando estava de tocaia observando os capangas do vilão Adrian Toomes.

Thor: Ragnarok (2017)

Em Ultimato, vemos o retorno de três personagens apresentados no terceiro filme do Deus do Trovão. Logo no início de Thor: Ragnarok, quando Hulk e Rocket vão atrás de Thor para convencê-lo do plano da revanche contra Thanos, encontram o asgardiano tomando cerveja na companhia de Korg e Miek. A vida boêmia do filho de Odin deixa a cargo da Valquíria o comando da nova comunidade de sobreviventes.

A personagem de Tessa Thompson, inclusive, aparece em cima de um cavalo alado na batalha contra o Titã Louco. Ela só foi vista assim em um flashback em Ragnarok que revelou o que a levou a deixar Asgard e se tornar uma caçadora de recompensas.

Vingadores: Guerra Infinita (2018)

É evidente que os eventos de Vingadores: Guerra Infinita seriam lembrados no final da Saga do Infinito. Porém, mais do que apenas o luto e a culpa dos heróis por terem perdido para Thanos, Ultimato cria paralelos bem interessantes.

Na primeira tentativa de revanche, quando os heróis descobrem que o Titã Louco usou o poder das Joias do Infinito para destruí-las, Thor corta a cabeça do vilão, sem nem pensar duas vezes. Esta decisão é uma resposta ao momento final na batalha em Wakanda, quando o Deus do Trovão teve a oportunidade de deter Thanos, mas tomou a atitude precipitada de acertá-lo no peito, o que acabou condenando o universo. Nessa ocasião, Thanos disse, rindo: você deveria ter me acertado na cabeça. Ironicamente, mais tarde em Ultimato, o Titã Louco dá um golpe semelhante, acertando Thor no peito com a Rompe-Tormentas. Mas, como o Rei de Asgard em Guerra Infinita, também não consegue impedir a vitória dos heróis.

A batalha final da Saga do Infinito também promove alguns reencontros. Rocket e o Soldado Invernal voltam a lutar lado a lado, as heroína se reúnem novamente para ajudarem umas às outras e, claro, a Feiticeira Escarlate tem sua chance de descer a mão e falar umas verdades para Thanos.

Homem-Formiga e a Vespa (2018)

Mais do que o retorno de Scott Lang do Reino Quântico, Homem-Formiga e a Vespa é referenciado em um momento fofo da dupla de heróis. No filme de 2018, vimos que Hope Van Dyne ficou bastante ressentida com Scott não só por ter revelado a tecnologia Pym para o mundo em Guerra Civil, mas também por não tê-la chamado para a luta. Em diversos momentos desse filme, ela zoa o personagem de Paul Rudd, dizendo imagine se o Capitão América te visse agora. Em Ultimato, ela finalmente tem a chance de provar seu valor no campo de batalha e luta lado a lado com Scott Lang e Steve Rogers.