Disney foi pega desprevenida por processo de Scarlett Johansson, diz site

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Disney foi pega desprevenida por processo de Scarlett Johansson, diz site

Fontes do estúdio afirmaram à Variety que equipe legal da atriz não avisou sobre ação

Eduardo Pereira
18.08.2021
19h37

O processo movido por Scarlett Johansson contra a Disney, por conta do lançamento simultâneo de Viúva Negra nos cinemas e no serviço Premier Access do Disney+, teria pegado a empresa de surpresa. Ao menos é isso que afirmam fontes da Casa do Mickey à Variety. Segundo matéria veiculada pela revista, os advogados da atriz não teriam entrado em contato com a companhia, avisando que tomariam medidas legais em nome de Johansson. A versão, entretanto, é contestada pelos representantes da estrela, que afirmam terem sim feito o aviso.

Os autos do processo movido pela atriz contra a Disney registram que Johansson vê o lançamento de Viúva Negra simultaneamente nos cinemas e no Disney+ como uma quebra de contrato, considerando que o documento falava em lançamento exclusivo nos cinemas. Consta neles também que a estrela e seus representantes tentaram renegociar os termos com a Disney e a Marvel, sem sucesso nas tentativas de discutir a questão.

Viúva Negra foi um dos títulos que a Disney decidiu lançar também no streaming, pelo valor adicional de R$ 70 (US$30, nos EUA), em razão da pandemia do coronavírus. Na sua estreia, o longa arrecadou mundialmente US$ 215 milhões, dos quais US$ 80 milhões vieram apenas do mercado norte-americano. Embora seja um valor impressionante, o filme enfrentou a maior queda de bilheteria da história do Marvel Studios na sua segunda semana

Além de Johansson, a produção ainda conta com Florence Pugh (Adoráveis Mulheres), Rachel Weisz (A Favorita), David Harbour (Stranger Things) e O-T Fagbenle (The Handmaid's Tale) no elenco. O roteiro é de Eric Pearson (Thor: Ragnarok).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.