Foto de Lollapalooza Brasil

Créditos da imagem: Lollapalooza Brasil/Camila Cara/Divulgação

Música

Artigo

Lollapalooza | Kings of Leon faz sua parte, mas tem resposta morna do público

Palco Budweiser ficou menos aglomerado que na noite anterior

Julia Sabbaga
06.04.2019
23h22

Pode ser que o show do Post Malone tenha atraído mais os fãs do que o do Sam Smith, na noite passada, mas poucos minutos antes do show do Kings of Leon, headliner do segundo dia do Lollapalooza, havia muito espaço para o público preencher na área em frente ao Palco Budweiser. Foi aos poucos que o lugar foi enchendo, quando o show do rapper se encerrou, cinco minutos antes do início da apresentação dos garotos de Nashville. Mesmo assim, até o fim do show, o povo no Autódromo de Interlagos foi perceptivelmente menor do que no dia anterior, com Arctic Monkeys, possivelmente pelo caos da chuva que interrompeu o festival à tarde - entenda.

A apresentação começou com “Crawl”, do álbum de 2008, Only By The Night, e criou um clima de balada rock na pista do Budweiser, com fãs dançando energicamente até o fim de “Find Me”. Os integrantes permaneceram quase imoveis no palco no início do show, mas o som, no talo, e os agudos do vocalista Caleb Followill, alcançaram até o fundo da pista. A multidão estava animada, mas foi só no hit antigo, “Molly’s Chambers”, que a pista tremeu de verdade.

“Como vocês estão essa noite? É bom estar aqui no Lollapalooza!”, disse o frontman no início da noite. A resposta dos fãs foi animada, principalmente em “Fans”, que teve palminhas empolgadas, e “Closer”, que emocionou os mais fãs. Já para o meio do show, o vocalista trocou palavras mais calorosas com o público, prometendo retorno ao Brasil em breve.

A performance se desenvolveu entre hits e novas faixas menos conhecidas, e enquanto a multidão se animava no começo de cada música, o cansaço rapidamente atingia o público, que passou a balançar menos ativamente na segunda metade do show. A solução veio com o hit “Sex On Fire”, primeira do setlist na qual a multidão cantou em coro, e o vocalista encorajou a cantoria. Emendando com “Notion”, o Kings of Leon animou finalmente a galera, o que rendeu elogios do vocalista: “vocês estão lindos!”. Quando uma chuva mais pesada ameaçou desanimar o show novamente, o grupo respondeu muito bem com “Pyro”, também carregada pela voz da multidão. A partir daí, ficou claro que o grupo guardou o melhor para o final, emendando “Use Somebody” e “Waste a Moment” antes de agradecer o público na frente do palco e se retirar.

Talvez tenha sido a tempestade e o caos do dia que desanimou fãs, mas o show do Kings of Leon acabou mais morno do que o Tribalistas, que tocou mais cedo na sexta-feira após a adição dos americanos no line-up. Mesmo assim, o encerramento do sábado foi redondinho, e o Kings of Leon fez sua parte para tentar compensar a tarde do público do Lollapalooza.