Filmes

Notícia

A febre do streaming tem data de validade? Soderbergh responde

Conversamos com o diretor, que acabou de lançar o filme Nem um Passo em Falso

Marcelo Hessel
10.07.2021
14h13

Em 2013, o diretor de Onze Homens e um Segredo, Steven Soderbergh, estava anunciando sua aposentadoria, entre outros motivos por causa do que ele dizia ser um desprestígio generalizado do ofício de cineasta dentro da indústria do cinema. A decisão só durou até 2016, e acaba que Soderbergh hoje filma mais do que nunca. Fez dois filmes com a Netflix, dois com a HBO Max - incluindo o novo Nem um Passo em Falso - e tornou-se uma máquina no streaming.

Aproveitando o lançamento do suspense policial com Don Cheadle e Benicio Del Toro, conversamos com Soderbergh não só sobre a estreia de Nem um Passo em Falso, mas também sobre esse momento da indústria, e da própria carreira do diretor. A oportunidade de trabalhar mais, povoando os catálogos dos serviços de streaming em franca competição de “Velho Oeste” (nas palavras de Soderbergh), permite que muita coisa seja feita, inclusive com profissionais nem sempre preparados para dar conta dessa demanda.

Mas a conta fecha? Na entrevista, o cineasta diz que fica imaginando como será Hollywood daqui a três anos. Ele acredita que o que estamos vivendo hoje não é necessariamente um modelo sustentável nesse curto prazo. Assista ao vídeo para entender - da boca do próprio Soderbergh, sempre muito convicto do que diz, do alto de uma carreira de mais de 30 anos - o que está em jogo hoje no cinema!

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.