Filmes

Notícia

Vídeo celebra as conquistas das mulheres após um ano do movimento Time's Up

Em 2018, as mulheres em Hollywood se juntaram para lutar contra o assédio sexual e o machismo no trabalho

Mariana Canhisares
01.01.2019
15h19

Em 2018, 300 mulheres em Hollywood, incluindo diretoras, atrizes e roteiristas, se uniram para lutar contra o assédio sexual e o machismo na indústria do entretenimento e levar essa discussão para outras áreas. Nesta terça-feira (1º), um ano depois do início destes debates, um dos movimentos mais fortes desta corrente, o Time's Up, divulgou um vídeo para celebrar o que elas conquistaram até aqui. Confira acima.

No final de 2017, o produtor Harvey Weinstein foi acusado por dezenas de mulheres de assédio sexual, entre elas as atrizes Ashley Judd, Salma Hayek e Annabella Sciorra. Ele foi demitido de sua empresa, a The Weinsten Company, e expulso da Academia do Oscar. O Sindicato dos Produtores também o baniu para sempre da organização - saiba mais. Na sequência, outros casos vieram à tona, como o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois por causa disso. Atualmente, Weinstein e Spacey respondem na justiça por algumas das denúncias que receberam.