John-David Washington e Robert Pattinson em Tenet, de Christopher Nolan

Créditos da imagem: Tenet/Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Analista prevê novo adiamento de Tenet e queda de 70% na bilheteria dos EUA

Ao Deadline, Eric Handler afirma que não acredita que cinemas norte-americanos abrem antes de setembro

Arthur Eloi
13.07.2020
13h25

O lançamento de Tenet, novo filme de Christopher Nolan, deve ser adiado mais uma vez, segundo um analista ouvido pelo Deadline. O longa era inicialmente previsto para 17 de julho, mas foi empurrado para 12 de agosto nos EUA, por conta da pandemia do coronavírus. Agora, considerando que há possibilidade de que a situação não melhore até a data, o filme pode ter data alterada mais uma vez.

Segundo o analista Eric Handler, da MKM Partners, “seria surpreendente ver os cinemas reabrindo por todo país antes de setembro, no mínimo”. Por conta disso, Handler prevê não só que Tenet seja empurrado, mas também que a arrecadação total da bilheteria norte-americana fique 70% abaixo dos US$ 11,4 bilhões que fez em 2019.

Mesmo antes do primeiro adiamento já se falava a importância do bom desempenho de Tenet para a Warner Bros.. Segundo artigo do Deadline, como Christopher Nolan lucra com as primeiras vendas de ingresso do filme, o estúdio precisa que Tenet seja exibido em 3.500 telas nos Estados Unidos, e 30 mil no resto do mundo - ou seja, 80% de todas as salas de cinema de todo o planeta. Isso significa que sua estreia só acontecerá quando houver algum nível de estabilidade mundial na crise do coronavírus - saiba mais.

Como Tenet é um dos maiores blockbusters do ano, seu adiamento criaria todo um efeito dominó, como já aconteceu repetidamente na pandemia. Se o longa for empurrado mais uma vez, pode novamente afetar Mulher-Maravilha 1984, Mulan, Viúva Negra e qualquer outro grande lançamento do ano.

Handler, porém, prevê que 2021 trará o início da normalização para a bilheteria norte-americana, com possível arrecadação na casa dos US$ 9 bilhões, e que tudo voltará ao normal em 2022, que deve totalizar US$11,5 bilhões de bilheteria no país.

Por enquanto, o lançamento de Tenet continua marcado para agosto. No Brasil, porém, acontece duas semanas após os EUA, em 27 de agosto.

Desde o começo da pandemia do coronavírus, várias áreas do entretenimento foram afetadas com o adiamento de estreias, paralisação de produções e cancelamento de grandes eventos.