Robert DeNiro é processado por funcionária por comportamento inapropriado

Créditos da imagem: Robert DeNiro/Angela Weiss/AFP

Filmes

Notícia

Robert DeNiro é processado por funcionária por comportamento inapropriado

Acusadora foi processada pelo ator por ter assistido 55 episódios de Friends em horário de trabalho

Julia Sabbaga
03.10.2019
15h49

Robert DeNiro foi processado por Graham Chase Robinson, ex-vice-presidente de sua empresa, Canal Productions, por comportamento inapropriado [via The Wrap]. A ação foi movida em resposta à um processo legal iniciado anteriormente pela corporação, que acusou Robinson em um valor de US$ 6 milhões por desvio de dinheiro e por ter passado horas de trabalho assistindo 55 episódios de Friends na Netflix.

No novo processo, em que a funcionária pede US$ 12 milhões, Robinson alega que DeNiro se enraiveceu com a possibilidade de um processo trabalhista e moveu a ação como retaliação, antes que ela pudesse acusá-lo. Robinson diz que era tratada como "esposa de trabalho" do ator, com funções como "coçar suas costas, abotoar suas camisas, ajustar seu colarinho, dar nós em suas gravatas e acordá-lo", e diz já ter sido chamada de "vaca" (bitch, em inglês), e "pirralha" (brat, em inglês).

Ainda, ela diz que DeNiro já a submeteu a contato físico indesejado e fez comentários de conotação sexual, citando também uma ocasião em que ele não se posicionou quando um outro funcionário lhe deu um tapa na bunda. O processo ainda cita a lei da igualdade salarial, alegando que DeNiro já disse que um funcionário homem merece mais dinheiro do que uma mulher sem filhos. 

"Robert DeNiro é alguém acostumado a tradições do passado", escreve o processo. "Ele não aceita a ideia de que homens deveriam tratar mulheres como iguais. Ele não se importa que discriminação de gênero é uma violação da lei. A Srta. Robinson é uma vítima desta atitude". 

A ação critica o processo recebido anteriormente, amplamente divulgado, que citava os 55 episódios de Friends: "O processo era repleto de alegações clickbait, que caracterizam a Srta. Robinson como preguiçosa, ladra e má-intencionada". 

Os representantes de Robert DeNiro ainda não se declararam sobre o novo processo. 

O ator atualmente divulga seus últimos trabalhos, em Coringa e O Irlandês