Mulher-Maravilha 1984: Patty Jenkins tem medo de perder os cinemas “para sempre”

Créditos da imagem: Divulgação/Warner Bros.

Filmes

Notícia

Mulher-Maravilha 1984: Patty Jenkins tem medo de perder os cinemas “para sempre”

Cineasta acredita que o fechamento das salas pode não ser reversível após a pandemia

Gabriel Avila
08.10.2020
11h31
Atualizada em
08.10.2020
11h41
Atualizada em 08.10.2020 às 11h41

A diretora Patty Jenkins, de Mulher-Maravilha 1984, afirmou que tem medo de que o fechamento dos cinemas causado pela pandemia do novo coronavírus “não possa ser revertido” (via Variety). Segundo a cineasta, manter as salas de cinema fechadas pode fazer com que muitos filmes sejam lançados diretamente para streaming, o que por sua vez “pode fazer com que percamos nossa ida aos cinemas para sempre”.

Após citar como exemplo a indústria da música, que em sua opinião foi arruinada por não ser mais rentável, a cineasta afirmou que não crê que “qualquer um de nós queira viver em um mundo em que a única opção para que seus filhos assistam um filme é em suas salas de estar, ou não ter um lugar para ir em um encontro”.

Mulher-Maravilha 1984 conta com o retorno da diretora Patty Jenkins, Gal Gadot e Chris Pine, mas também inclui Pedro Pascal Kristen Wiig como nova dupla de vilões. O longa estreia em 24 de dezembro no Brasil.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.