Guardiões da Galáxia | Dave Bautista se pronuncia sobre retorno de James Gunn

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Guardiões da Galáxia | Dave Bautista se pronuncia sobre retorno de James Gunn

Ator sempre se pronunciou sobre erro da Disney em demitir o diretor

Julia Sabbaga
03.04.2019
09h21

Em entrevista à Variety, Dave Bautista se pronunciou sobre o retorno de James Gunn para a franquia de Guardiões da Galáxia. Sempre crítico em relação a demissão do diretor, o ator que interpreta Drax disse que poderia ter abandonado o projeto, não fosse o retorno de Gunn: 

"Eu sou obrigado por contrato a fazer o terceiro filme, mas acho que a Marvel e a Disney - se eu realmente tivesse batido o pé e dito que não faria o filme sem James - eles seriam decentes o suficiente para me liberar do contrato".  

Sobre a demissão e suas declarações sobre o ocorrido, Bautista disse: "Eu só falava o que eu pensava, e fui honesto sobre o que sentia. Eu acho que eles erraram no que fizeram. Foi uma escolha ruim, uma má decisão". Ele continuou: "Eu queria trazê-lo para casa. Estes caras são como uma família para mim e queria estar envolvido no terceiro. Eu queria usar o roteiro de James porque é um lindo roteiro. Continuar sem James seria algo muito delicado para mim". 

O presidente do Walt Disney Studios Alan Horn, que havia decidido demitir o cineasta em julho com o resgate de tweets polêmicos antigos de Gunn, mudou de ideia depois de uma série de encontros com o diretor e o pedido de desculpas público dele.

James Gunn foi dispensado de Guardiões da Galáxia Vol. 3 quando dezenas de tweets dele de quase uma década atrás foram resgatados. Os posts faziam comentários ofensivos em tom de piada sobre assuntos delicados como pedofilia e estupro e foram trazidos à tona por membros da alt-right, o movimento conservador formado pelos supremacistas brancos norte-americanos.

O estúdio agiu rapidamente e removeu Gunn da direção da terceira parte da franquia, acreditando que os comentários, apesar de antigos, eram inaceitáveis e não estavam de acordo com a imagem pública da Disney. Gunn se desculpou pelos comentários, e, desde então,recebeu apoio de fãs e de todo o elenco de Guardiões da Galáxia.

As filmagens do filme devem começar em fevereiro de 2021