Filmes

Notícia

Documentário vai detalhar os casos de assédio de Harvey Weinstein

Barry Avrich dirigiu biografia não autorizada do produtor em 2011

Camila Sousa
26.09.2018
12h02

O diretor Barry Avrich participou de um painel para comentar o lançamento de The Reckoning: Hollywood’s Worst Kept Secret, documentário sobre os casos de assédio cometidos por Harvey Weinstein.

YouTube
YouTube/CNN/Reprodução

“Duas coisas vieram à minha cabeça quando li a história, como todo mundo, no New York Times. Tive medo de que Harvey conseguiria evitar a justiça, que a história cairia em um ciclo de esquecimento – porque isso já tinha desaparecido tantas vezes e aconteceu por muito tempo; falamos sobre isso no filme”, disse Avrich citando A Biografia Não Autorizada de Harvey Weinstein, que dirigiu em 2011.

“O segundo motivo é porque o primeiro filme que eu fiz realmente era sobre uma pessoa improvável que reinventou o cinema independente, mas tinha um outro lado desse homem que não estava nos registros”.

O novo documentário será lançado no formato digital em 6 de novembro e Avrich revela que preferiu entrevistar atrizes menos conhecidas e que podem nunca ter deslanchado em suas carreiras por causa dos casos com Weinstein. “Também queríamos mostrar esse padrão meticuloso de Harvey, que não era necessariamente com pessoas famosas. Se você assistir ao filme, verá que há vários casos acontecendo ao mesmo tempo – não é um ataque automático”.

Assédio em Hollywood

2017 foi marcado por diversas denúncias, que começaram com acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Depois disso, vários outros casos vieram à tona, incluindo o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois disso.

No primeiro dia de 2018, 300 mulheres que trabalham em Hollywood, incluindo atrizes, diretoras, roteiristas e produtoras, formaram o Time’s Up, uma iniciativa para lutar contra o assédio sexual na indústria do audiovisual e também em áreas de trabalho manual, como mecânica, construção, etc.