Filmes

Crítica

Ghostbusters: Mais Além | Filme é reinício para os Caça-Fantasmas

Longa traz referências nostálgicas, mas dá um passo além na história

Marcelo Forlani
17.11.2021
18h34
Atualizada em
18.11.2021
14h17
Atualizada em 18.11.2021 às 14h17
Você tem medo de fantasmas? E de quando mexem naquele filme que você ama e resolvem fazer uma continuação desnecessária ou um reboot apenas para pegar o dinheiro dos fãs? Bom, tem muito fã de Caça-Fantasmas que é assombrado por isso desde 1984, quando o filme original foi lançado, estrelado por Bill MurrayDan AykroydHarold Ramis (1944–2014)Ernie HudsonSigourney WeaverRick Moranis e direção de Ivan Reitman. A sequência, de 1989, é questionável e embora eu até goste do remake feminino de 2016, sei que tem muito fã por aí que cruza os feixes de luz na sua direção.
 
Mas por que estou trazendo tudo isso à tona? Porque Ghostbusters: Mais Além (Ghostbusters: Afterlife, 2021) faz ao mesmo tempo um belo serviço ao início da franquia, com muitas homenagens e referências ao original, como ainda consegue fazer a história dar um passo à frente, sendo um reinício para os Caça-Fantasmas ao deixar um portal aberto para novas aventuras.
 
Na trama, uma mãe-solo e seus dois filhos são obrigados a se mudar para uma casa no meio do nada após serem despejados do lugar onde moravam. O destino é a fazenda onde estava o avô das crianças, que tem uma ligação com os Caça-Fantasmas originais. Além da mochila de prótons, a Ecto-1 original (com melhorias!) e os minimonstros de marshmallow que já vimos no trailer, o filme traz de volta outros elementos que vimos há quase 40 anos - para o deleite dos fãs de longa data.
 
Jason Reitman, filho do diretor dos dois Caça-Fantasmas com o elenco original, vinha trilhando seu caminho com filmes diferentes das comédias de seu pai. Mais afeito às "dramédias", são dele longas elogiadíssimos como Obrigado por Fumar (2006), Juno (2008), Amor Sem Escalas (2010), Jovens Adultos(2011), Refém da Paixão (2013) e Tully (2017). Mas ele dizia que em todo trabalho que lançava, uma pergunta constante era: quando você vai fazer um novo Caça-Fantasmas? E chegou a hora de encarar de frente o legado de seu pai, que trabalha aqui como produtor e, segundo Jason, esteve todos os dias no set.
 
E por falar em legado, esta é realmente a palavra que melhor descreve o que é este novo filme. Quem viu o original nos cinemas, no VHS ou nas inúmeras reprises da Sessão da Tarde vai poder curtir não apenas os easter-eggs colocados no meio da trama ou do cenário, como ainda reviver o clima que dominava os longas adolescentes dos anos 1980, como Goonies, GremlinsE.T. e Conta Comigo. O quarteto formado por Finn Wolfhard (de Stranger Things e IT), McKenna Grace (prestem atenção nesta jovem atriz!), Celeste O 'Connor e o estreante Logan Kim funciona muito bem na tela e já mostrou que tem cacife para ligar a sirene da ECTO-1 e sair destruindo a cidade, digo, salvando o mundo. Já temos para quem ligar em caso de novos fantasmas aparecendo por aqui. 
Ghostbusters: Mais Além
Ghostbusters: AFterlife
Ghostbusters: Mais Além
Ghostbusters: AFterlife

Ano: 2019

País: Estados Unidos

Classificação: 12 anos

Duração: 124 min

Direção: Jason Reitman

Roteiro: Jason Reitman, Gil Kenan

Elenco: Ernie Hudson, Bill Murray, Dan Aykroyd, Finn Wolfhard, Paul Rudd, Sigourney Weaver, Mckenna Grace, Carrie Coon

Nota do Crítico
Ótimo

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.