Filmes

Notícia

Bohemian Rhapsody | Malek responde críticas de omissão de bissexualidade

Trailer levantou comentários por não mostrar Freddie Mercury com homens

Julia Sabbaga
13.09.2018
08h00
Atualizada em
17.09.2018
12h55
Atualizada em 17.09.2018 às 12h55

Após o lançamento do trailer de Bohemian Rhapsody (veja acima), o filme recebeu críticas online por parecer não retratar a bissexualidade de Freddie Mercury, e focar em sua relação com mulheres. Em uma nova entrevista ao Attitude, o ator Rami Malek comentou as declarações, dizendo que o filme não evitará o assunto [via NME]:

"É uma pena que as pessoas fiquem fazendo comentários com um teaser de um minuto, que foca na música. É difícil. primeiramente, deixe-me dizer que eu não acho que o filme esconde sua sexualidade ou sua grave doença, que obviamente é AIDS. Eu não sei como você poderia evitar isso, ou como alguém poderia querer. É um pouco absurdo que as pessoas julguem por um trailer de um minuto". 

Ele continuou, focando no retrato da saúde de Mercury no filme: "O filme precisou falar sobre sua doença de um modo delicado. Não se pode omitir isso. Foi um momento importante, um que tremendamente triste, mas de um certo modo também é empoderador". 

Enquanto Rami Malek faz o papel de Freddie Mercury, Ben Hardy (X-Men: Apocalipse) será Roger TaylorGwilym Lee (Jamestown) será Brian May e Joseph Mazzello (A Rede Social) será John Deacon.

Bryan Singer foi substituído por Dexter Fletcher na direção do longa e Brian May e Roger Taylor são os produtores executivos. O roteirista será Anthony McCarten, de A Teoria de Tudo e a estreia está marcada para 1º de novembro de 2018.