Filmes

Lista

Aves de Rapina, Arlequina e o futuro da DC no cinema

Longa abre novos caminhos para os próximos filmes do DCEU

Gabriel Avila
11.02.2020
20h00
Atualizada em
11.02.2020
16h51
Atualizada em 11.02.2020 às 16h51

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa marca o retorno da Warner ao seu universo expandido. Após apostar em produções isoladas como Shazam! e Coringa, o DCEU retorna com um longa que não só retoma a jornada da Arlequina (Margot Robbie) após Esquadrão Suicida, como também apresenta personagens inéditas que podem ditar o futuro da editora nos cinemas.

Conheça abaixo algumas formas que esse universo pode crescer a partir dos acontecimentos de Aves de Rapina.

[Cuidado com spoilers do filme!]

Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa está em cartaz nos cinemas.

Aves de Rapina versus Arlequina

Divulgação/Warner Bros.

Ao fim do filme, Arlequina decide seguir um caminho diferente das Aves de Rapina. Enquanto o trio segue o combate contra o crime nas ruas de Gotham, a palhaça decide seguir voo solo com sua nova “assistente” Cassandra Cain (Ella Jay Basco). Aproveitando que o submundo da cidade está sem um chefão após Coringa e Máscara Negra (Ewan McGregor) deixaram o posto, é possível que a Arlequina tenha a brilhante ideia de se tornar a nova comandante do crime local. Considerando que as Aves estão limpando a cidade com as próprias mãos, é possível que o caminho da equipe se cruze com o da Palhaça, mas como inimigas.

Sereias de Gotham

Reprodução/Felipe Massafera

Embora a Arlequina tenha deixado as Aves de Rapina para trás, nada impede que ela forme uma outra equipe nos cinemas. Um dos mais famosos times dos quadrinhos é o Sereias de Gotham, trio formado pela palhaça ao lado das vilãs Mulher-Gato e Hera Venenosa. Considerando que a animação de abertura faz uma referência à Hera e que Selina Kyle já está confirmada no próximo filme do Batman, as criminosas podem se encontrar no cinema no futuro.

Apresentar a Batgirl

Divulgação/DC Comics

Nas HQs, Aves de Rapina foi o título dado à dupla Canário Negro e Oráculo, nova identidade que Barbara Gordon assumiu após ser baleada pelo Coringa e perder o movimento das pernas. Porém, antes de ser Oráculo, Gordon foi a Batgirl, uma das maiores heroínas do Universo DC. Substituída pela Arlequina como líder do grupo, a Batgirl ganhará um filme solo pela Warner, que contratou Christina Hodson para escrever o roteiro. Tanto as Aves quanto a heroína agem em Gotham, tornando possível um encontro pelos becos da cidade.

A primeira Canário Negro

Tentando convencer a Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell) a ajudar na missão de derrubar o Máscara Negra, Renée Montoya (Rosie Perez) fez questão de lembrar à personagem que a polícia de Gotham recebia ajuda de sua mãe, que tinha o poderoso Grito do Canário, super-poder que a cantora usa ao final do filme. O DCEU poderia seguir os passos de Coringa e contar um suspense policial ambientado no passado de sua cronologia atual, focada na mãe de Dinah Lance.

Retorno de personagens já apresentadas no universo DC

Nos quadrinhos, as Aves de Rapina já receberam diversas heroínas (e até heróis) em suas formações. A Warner pode aumentar sua equipe recém-inaugurada com personagens já estabelecidas no cinema, como Katana (Karen Fukuhara), Mera (Amber Heard) ou até mesmo a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig), que fará sua estreia em Mulher-Maravilha 1984.