Reboot de A Noiva de Frankenstein ainda pode acontecer

Créditos da imagem: A Noiva de Frankenstein/Universal Pictures/Reprodução

Filmes

Notícia

Reboot de A Noiva de Frankenstein ainda pode acontecer

De acordo com a Variety, a produtora Amy Pascal ainda tem interesse em levar a história para os cinemas

Mariana Canhisares
12.02.2020
13h50

O reboot de A Noiva de Frankenstein, um dos projetos do que um dia foi o universo compartilhado de monstros da Universal Pictures, ainda pode acontecer. Segundo fontes consultadas pela Variety, no último ano a produtora Amy Pascal e o diretor John Krasinski tentaram, cada um a sua maneira, explorar como a personagem poderia voltar aos cinemas.

Várias fontes afirmaram ao site que Pascal chegou a conversar com o diretor Sam Raimi para que ele assumisse o projeto. Mas, com o avanço das negociações com a Marvel para comandar Doutor Estranho 2, isso já parece pouco provável hoje. A produtora teria falado também com o roteirista David Koepp. Procurados, Raimi e Koepp não quiseram comentar.

"Amy expressou interesse em se envolver com A Noiva de Frankenstein e, como o estúdio fez com outros tantos cineastas, nós a estimulamos a explorar uma nova visão para o monstro e voltar com uma abordagem inventiva. Nada foi oficializado", afirmou uma fonte da Universal Pictures.

Originalmente, o longa seria estrelado por Angelina Jolie e Javier Bardem. Segundo a Variety, Jolie ainda estaria comprometida com a personagem, desde que uma equipe criativa adequada estivesse envolvida no projeto. A atriz, porém, também não quis comentar.

A versão imaginada por Krasinski, por sua vez, não teve detalhes revelados.

O único projeto do chamado Dark Universe que sobreviveu após o fracasso de A Múmia foi O Homem Invisível. O longa acompanha Cecilia (Elizabeth Moss), uma mulher que recebe a notícia que seu abusivo ex-namorado (Oliver Jackson-Cohen) se matou. Ela decide reconstruir sua vida e melhora, mas seu senso de realidade é colocado em questão quando ela começa a suspeitar que seu ex-namorado segue vivo. O Homem Invisível estreia em fevereiro de 2020.