Séries e TV

Artigo

25 anos de Dragon Ball Z

Curiosidades e o legado de um dos animes mais importantes da história

Alexandre Woloski
28.04.2014
19h23
Atualizada em
29.06.2018
02h36
Atualizada em 29.06.2018 às 02h36

Dragon Ball Z nasceu nas páginas da revista japonesa Shonen Jump em 1988. O mangá é continuação da série original de Akira Toriyama, a icônica Dragon Ball. Com o enorme sucesso do antecessor, Dragon Ball Z teve o caminho da TV como algo natural. No dia 26 de abril de 1989, a mais nova obra de Toriyama ganhava vida em forma de animação exibida pela Fuji Television.

No total foram 291 episódios, sendo que o último foi ao ar no dia 14 de dezembro de 1998. A recepção não foi diferente do esperado. Dragon Ball Z fez muito sucesso e a Fuji liderou a audiência sempre que transmitia um episódio inédito - na lembrança dos fãs, entre as três séries lançadas (Dragon Ball, Dragon Ball Z e Dragon Ball GT), certamente esta é a mais lembrada.

Enquanto em Dragon Ball o uso de piadas era comum, em DBZ o tom fica um pouco mais sério. Apesar de bem-humorada, a série aposta em um roteiro mais maduro, cheio de violência e suspense. Uma curiosidade interessante é o motivo de usar "Z" ao final do título: como Toriyama estava ficando sem idéias para a saga, ele decidiu que era hora de por um fim e escolheu a última letra do alfabeto para demonstrar o encerramento das histórias de Goku e sua turma. No mangá, por exemplo, não há distinção, todas as histórias estão dentro de um só arco - no fim, o Z serve apenas para dividir a vida adulta da infância de Goku.

Essa, no entanto, não foi a única dúvida de Toriyama no processo de criação. O desenhista ainda pensou em outros nomes e até cogitou a ideia de por Gohan como personagem principal da animação. O título seria Dragon Ball: Gohan's Big Adventure. Outras sugestões foram Dragon Ball 90, Dragon Ball 2, New Dragon Ball e Wonder Boy Dragon Ball.

A história de Z é dividida em quatro arcos representados por quatro inimigos distintos. Os Saiyajins (Raditz, Nappa e Vegeta), Freeza, Cell e Majin Boo. Com o passar dos episódios as batalhas ficam maiores, os perigos aumentam e cada vez que Goku morre, um novo poder surge. Durante a série, inúmeros personagens foram apresentados e ficaram marcados na história da animação japonesa, entre eles Gohan, Trunks, Gothen e, é lógico, Vegeta - um dos rostos mais querido pelos fãs.

Além de marcar época e a infância de uma legião de fãs, Dragon Ball Z continua a se destacar. Recentemente, Dragon Ball Z Kai apresentou o seriado para uma geração mais jovem e reformulou toda a parte gráfica e narrativa do anime - os episódios fillers foram eliminados e tudo foi levado à alta definição. A proposta não foi bem recebida pelos fãs mais antigos, mas não há dúvida que o desenho ficou mais bonito e atrativo para a nova geração. Independente da condição técnica, Dragon Ball Z continuará como um dos animes mais importantes de todos os tempos.

No player abaixo, confira o OmeleTV com os melhores momentos da série: