Montagem com Ryan Reynolds em imagem promocional de Deadpool 2 e ilustração d'O Coisa/20th Century Fox/Marvel Comics

Créditos da imagem: 20th Century Fox/Marvel Comics/Divulgação

Filmes

Notícia

Deadpool 2 poderia ter participação do Coisa

Diretor do primeiro longa afirmou que Fox permitiu o uso do personagem do Quarteto Fantástico

Nicolaos Garófalo
29.10.2019
22h28
Atualizada em
30.10.2019
16h19
Atualizada em 30.10.2019 às 16h19

Diretor de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, Tim Miller é um dos responsáveis por um dos sucessos mais surpreendentes dos últimos anos, a adaptação cinematográfica de Deadpool, lançada em 2016. Com a boa recepção da crítica e do público, o cineasta rapidamente foi confirmado na sequência, mas foi demitido após “diferenças criativas”, sendo substituído por David Leitch.

Agora, Miller conseguiu falar um pouco mais sobre suas ideias originais para Deadpool 2. Em conversa com o The Playlist, o diretor afirmou que recebeu permissão da Fox – que ainda não havia sido comprada pela Disney - para usar o herói Coisa, do Quarteto Fantástico, no filme. O herói ajudaria na batalha final contra o Fanático.

O diretor disse também que gostaria de explorar a transformação de Vanessa (Morena Baccarin) na vilã Copycat e como essa transformação afetaria sua relação com Wade (Ryan Reynolds). Miller afirma ter “brigado” com os produtores da sequência até o último segundo pela trama, que acabou sendo descartada após sua demissão.

Outro assunto abordado pelo cineasta foi a caracterização de Cable. Para Miller, o mutante deveria ser representado de maneira mais próxima às HQ e ser interpretado por um ator de cerca de 2 m de altura. No entanto, o papel acabou ficando com Josh Brolin, que mede “apenas” 1,78 m.

Mesmo sem Miller, Deadpool 2 superou seu antecessor e foi, temporariamente, a maior bilheteria mundial de um filme para maiores. O recorde foi quebrado nesta semana por Coringa, dirigido por Todd Phillips.

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio chega em 31 de outubro aos cinemas. O filme conta com os retornos de Edward Furlong e Linda Hamilton, ausentes da franquia desde o segundo filme, além de Arnold Schwarzenegger.