Filmes

Artigo

Como a Supergirl poderia resgatar o otimismo do Superman nos cinemas

O diretor Zack Snyder revelou que tinha a intenção de introduzir Kara Zor-El no DCEU

A cozinha
25.05.2020
13h25

O diretor Zack Snyder revelou na semana passada que tinha planos de introduzir a Supergirl no universo cinematográfico da DC. Comentando ao vivo o longa Homem de Aço, ele afirmou que gostaria de “ampliar o universo [de Clark Kent] e trazer mais e mais membros da família". Isso, claro, incluiria a prima do Superman, Kara Zor-El.

A introdução da heroína no DCEU sem dúvidas seria muito bem-vinda. Nos três filmes em que Henry Cavill interpretou o Superman, isto é, Homem de Aço, Batman vs Superman e Liga da Justiça, o personagem se distanciou do otimismo tradicional das HQs para privilegiar uma visão que coloca o herói como um deus. A abordagem de Snyder dividiu opiniões justamente por não representá-lo como um símbolo de esperança, algo que é intrínseco ao personagem. Pois a apresentação da Supergirl seria um ótimo mecanismo para trabalhar esse lado do personagem. Afinal, como a série da CW bem mostrou, Kara Zor-El também tem uma leveza muito característica.

Claro que uma personagem tão grande não poderia ser apenas uma coadjuvante em um filme da Liga da Justiça - Snyder planejava uma sequência para o longa de 2017. No mínimo, ela teria que fazer parte de uma produção como Homem de Aço 2 ou, quem sabe, até um filme solo.

No OmeleTV, discutimos como o encontro de Superman e Supergirl nos cinemas poderia ser benéfica para o universo DC; confira acima.