Margot Robbie em Esquadrão Suicida

Créditos da imagem: Esquadrão Suicida/Warner Bros/Reprodução

Filmes

Notícia

Esquadrão Suicida | Arlequina originalmente seria complexa, diz diretor

David Ayer explicou que precisou refilmar algumas cenas porque seu filme foi considerado "muito sombrio"

Mariana Canhisares
01.06.2020
14h44

O diretor David Ayer voltou a falar sobre o corte original de Esquadrão Suicida nas redes sociais, dessa vez defendendo a sua abordagem do relacionamento entre Coringa e Arlequina. No Twitter, ele afirmou que a personagem de Margot Robbie era mais complexa do que o que foi visto no cinema.

Fazendo referência a uma cena do filme, ele escreveu: "isso foi uma refilmagem, porque o tom estava "muito sombrio - meu primeiro ato era de um filme construído normalmente. Me inspirei no [Christopher] Nolan. Existiam cenas reais com performances incríveis de Jared [Leto] e Margot [Robbie]. O Coringa era assustador. Arlequina era complexa".

Assim como Liga da Justiça, Esquadrão Suicida também passou por problemas em sua produção, com refilmagens que mudaram a ideia original de Ayer e várias cenas excluídas, especialmente do Coringa de Leto. Recentemente, a empresa AT&T, dona da Time Warner, não descartou a possibilidade do lançamento, respondendo a um fã nas redes sociais que só era necessário um pouco de magia. Lançado em 2016, Esquadrão Suicida fez US$746 milhões na bilheteria mundial.

O próximo filme da franquia, dirigido por James Gunn, usará alguns dos mesmos personagens, mas não terá tantas conexões com a trama. O longa deve se inspirar nas HQs do grupo na década de 1980, escritas por Jon Ostrander e Kim Yale. A estreia é prevista para 6 de agosto de 2021.