Foto de Coringa

Créditos da imagem: Divulgação/Warner Bros.

Filmes

Notícia

Coringa | Cena deletada revelaria destino de personagem

O diretor Todd Phillips revelou que sequência foi cortada para não prejudicar a perspectiva do protagonista

Gabriel Avila
05.11.2019
13h48
Atualizada em
06.11.2019
18h33
Atualizada em 06.11.2019 às 18h33

[Cuidado com spoilers!]

Devido à natureza instável de seu protagonista, o filme do Coringa deixa alguns eventos em aberto para que o público decida se aconteceram de verdade ou se passam apenas na imaginação de Arthur Fleck (Joaquin Phoenix). Em entrevista ao IndieWire, o diretor Todd Phillips revelou que uma cena cortada da versão final revelaria que o Palhaço do Crime não matou Sophie (Zazie Beetz), que é vista pela última vez logo antes de Fleck se assumir como vilão para a sociedade de Gotham.

De acordo com Phillips, a participação de Arthur Fleck no talk show de Murray Franklin (Robert De Niro), seria intercalada com Sophie assistindo ao programa, indicando que ela havia sobrevivido ao encontro com o vilão em seu apartamento. Porém, a sequência foi retirada pois o filme acompanha a perspectiva de Arthur, que seria prejudicada ao incluir o ângulo de outro personagem.

Phillips reafirmou que Arthur não mata Sophie, e que as pistas para essa conclusão estão na própria trama:

“Ele não a mata, definitivamente. Como diretor e roteirista, estou dizendo que ele não a mata. Gostamos da ideia que é quase como um teste para a audiência apontar ‘quão louco ele é?’. A maior parte das pessoas com quem falei acham que ele não a matou porque entenderam a ideia de que ele só mata pessoas que lhe fizeram mal. Ela não tinha nada a ver com isso. A maioria compreendeu que, mesmo como vilão, ele estava vivendo sob um tipo de código. É claro que ele não mata essa mulher no corredor.”

Coringa estreou no dia 3 de outubro e arrecadou US$ 93,5 milhões em seu primeiro final de semana, melhor marca da Warner desde Mulher-Maravilha que, sem a mesma limitação de ser só para maiores de 18 anos, fez US$ 103 milhões.