Martin Scorsese

Créditos da imagem: Lars Niki/Getty Images/AFP

CCXP

Lista

CCXP19 opina: Marvel é ou não é cinema?

Levamos a polêmica declaração do diretor Martin Scorsese para os corredores do São Paulo Expo para saber como o público enxerga a polêmica

Mariana Canhisares
08.12.2019
11h22

O diretor Martin Scorsese se tornou manchete nos últimos meses após declarar que não considera as produções lançadas pelo Marvel Studios cinema. Para ele, os longas são bem feitos, mas estão mais próximos de atrações de parques do que propriamente da experiência emocional e psicológica proposta pela sétima arte. A afirmação, claro, repercutiu dentro da indústria, com importantes nomes apoiando e criticando o cineasta, mas também entre o público.

Por isso, perguntamos nos corredores da CCXP19: afinal, Marvel é ou não é cinema?

Mauricio Melo, 26 anos, designer

Mauricio Melo na CCXP19
Mariana Canhisares/Reprodução

“Ele pode ter a opinião que ele quiser, mas não é ele que define o que é cinema ou não. Acho que se está passando no cinema é cinema”.

Thiziane Chaves, 33 anos, enfermeira

Thiziane Chaves na CCXP19
Mariana Canhisares/Reprodução

"Acho que é, porque esse mundo de herói é um tipo de arte e de entretenimneto. É uma forma de inspirar as pessoas e é uma forma de comunicação. Se é uma forma de comunicação, é cinema".

Luiz Cláudio Pereira Costa, 45 anos, psicólogo

Luiz Cláudio Pereira Costa na CCXP19
Mariana Canhisares/Reprodução

"Acho que essa é mais uma opinião paraa preservar seu espaço, como acontece com a Netflix agora ganhando Oscar. Despersonalizar o outro, dizendo que não é cinema é uma forma de tirar a identidade, de desvalorizar. Mas isso não vai colar, porque tem uma aceitacao no público muito grande. Então, eles vão aceitar que é, sim, cinema".

Estela Tribst, 17 anos, estudante

Estela Tribst na CCXP19
Mariana Canhisares/Reprodução

"Acho que não tem nada a ver a declaração dele. É que nem o que você considera uma obra de arte ou não, é uma questão de gosto. Ele pode gostar ou não, mas pela base de fãs que a Marvel tem já diz muito".

Carlos Pólvora, 26 anos, analista

Carlos Pólvora na CCXP19
Mariana Canhisares/Reprodução

"Quando ouvi isso, fui mais a fundo para saber o contexto. Acho que ele foi um pouco mal interpretado. Mas, para mim, é cinema. Até porque nunca foi feito o que eles fizeram, criar um universo compartilhado. Acho que ele se equivocou, mas não precisavam fazer esse alarde todo".