Filmes

Notícia

Coringa | Diretor queria filme diferente porque "é impossível bater a Marvel"

Longa com Joaquin Phoenix estreia em 3 de outubro

Julia Sabbaga
12.09.2019
20h00
Atualizada em
12.09.2019
19h05
Atualizada em 12.09.2019 às 19h05

Coringa pode ter um tom totalmente diferente dos filmes do MCU, mas a tática parece ter sido certeira, julgando pela vitória do longa no Festival de Veneza. Segundo o diretor Todd Phillips, a ideia foi exatamente se distanciar dos moldes da Marvel, para buscar algo que o estúdio nunca fez antes:

"Você não pode superar a Marvel, ela é um monstro. Vamos fazer algo que eles não conseguem fazer", explicou Phillips. 

O diretor ainda explicou que ideia foi criar um thriller sombrio que colocasse o público em uma posição delicada de simpatizar com o vilão: "Você quer torcer para este cara, até chegar o ponto em que você não consegue mais torcer para ele". 

Segundo a sinopse oficial, o filme segue a história de Arthur Fleck, um homem lutando para se integrar à sociedade despedaçada de Gotham. Trabalhando como palhaço durante o dia, ele tenta a sorte como comediante de stand-up à noite... mas descobre que a piada é sempre ele mesmo. Preso em uma existência cíclica, oscilando entre a realidade e a loucura, Arthur toma uma decisão equivocada que causa uma reação em cadeia, com consequências cada vez mais graves e letais, nesta exploração ousada do personagem.

Além de Phoenix, o elenco também traz Robert De NiroZazie BeetzFrances Conroy Marc Maron.

A estreia de Coringa no Brasil acontece em 3 de outubro.