Por que o “faroeste sci-fi” de Outer Range é um projeto pessoal para Josh Brolin

Créditos da imagem: Josh Brolin em cena de Outer Range (Reprodução)

Séries e TV

Entrevista

Por que o “faroeste sci-fi” de Outer Range é um projeto pessoal para Josh Brolin

Astro da série da Amazon também falou de possível segunda temporada

Omelete
3 min de leitura
Caio Coletti
15.04.2022, às 06H00

Josh Brolin não teve uma juventude tão diferente da vivida por seu personagem em Outer Range, o rancheiro Royal Abbott. Em entrevista ao Omelete, o astro de filmes como Vingadores: Ultimato e Deadpool 2 conta que cresceu em uma fazenda de cavalos - e que sua mente “explodiu” na primeira vez que entrou em contato com obras de ficção científica.

Me lembro de ler Ray Bradbury e Isaac Asimov pela primeira vez, e como aquilo mexeu com a minha imaginação. Eu cresci naquele ambiente rural, e de repente as histórias de ficção me mostraram cores que eu nunca tinha visto... Era um ritmo diferente. Eu era como alguém que só ouviu música clássica na vida tendo o seu primeiro contato com o blues”, compara ele.

Em Outer Range, o contato de Royal com o inimaginável é um pouco mais… literal, digamos assim. No primeiro capítulo da série do Amazon Prime Video, o rancheiro encontra em sua propriedade um enorme e misterioso buraco, obscurecido por uma camada de névoa - para onde ele leva? Será que foi esse buraco o responsável pelo desaparecimento da cunhada de Royal, anos atrás?

Eu não achei que as pessoas se apegariam tanto a esse conceito do buraco, mas elas estão adorando! Eu zombava do buraco quando estávamos filmando, confessa Brolin. “Acho que isso fascina as pessoas porque é uma coisa que está além do nosso controle. [Assistir à série] se torna como fazer um experimento em ratos, mas na verdade estamos observando o comportamento humano”.

Apesar de sua ampla experiência no gênero, em filmes como Onde os Fracos Não Têm Vez e Bravura Indômita, Brolin admite que “o faroeste é um gênero muito cosmético e simplificado”: Normalmente, são filmes que versam sobre integridade - se você faz algo de ruim para alguém, vai sofrer as consequências extremas disso. É muito 'quadrado' nesse sentido. Se você pega esse gênero e dá um soco na cara dele ao incluir algo metafísico na história, é divertido de assistir!

“Nunca sei o que as pessoas vão tirar dos meus filmes”

Outer Range é também a primeira experiência de Brolin na TV durante essa era do streaming - se você não contar a pontinha como Thanos em um episódio de What If…?, claro. Ele admite que ainda está descobrindo quais são as regras” dessa mídia, e compara a filmagem da série com um projeto teatral.

Eu amo fazer filmes, me preparar e imergir em um personagem - e daí, três meses depois poder fugir dele completamente. Outer Range me lembrou mais de uma longa peça”, define. “Mas é interessante como, no streaming, é a história que dita por quanto tempo a série vai durar, ou quantos episódios vai ter.

Apesar de Outer Range abordar temas como religiosidade e luto, Brolin rejeita a ideia de que ela tem uma mensagem. “Eu nunca sei o que as pessoas vão tirar dos meus projetos. Acho que nunca fiz um filme em que estávamos projetando alguma mensagem de propósito. Mesmo em Milk: A Voz da Igualdade, interpretando Dan White, a última coisa que eu esperava que acontecesse era que as pessoas o vissem com compaixão, comentou ele, citando sua performance indicada ao Oscar como o assassino do líder político LGBTQIA+.

Para o ator, o segredo da produção do Prime Video é se apoiar em uma humanidade comum entre os personagens e o público: “Há aspectos religiosos e espirituais nessa história, alguns elementos metafísicos... Mas há principalmente algo muito humano, sobre como gostamos de pensar que estamos no controle das nossas vidas. Quando você vê a própria fundação da realidade se dissolver diante de você, descobre quem as pessoas são de verdade”.

Se acabarmos fazendo uma segunda temporada, isso vai ser interessante. Quero ver para onde esse processo de quebra vai levar Royal Abbott”, completa ele. Outer Range estreou hoje (15) no Amazon Prime Video.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.